Obras de drenagem resolverão problema antigo de alagamentos no Cidade Morena

A Prefeitura de Campo Grande assinou contrato e dentro de 40 dias devem ser iniciadas as obras de drenagem e controle de enchentes no Bairro Cidade Morena. Serão investidos R$ 2.893.009,73 , orçamento que representou redução de R$ 748,1 mil (23,29%) sobre o preço de referência.

O projeto prevê a implantação de 1.275,95 metros de tubos para captar a enxurrada que alaga casas localizadas onde não há asfalto, em ruas como a Jaguariúna, Israelândia e Buenópolis, e fica empoçada na parte asfaltada do bairro, onde as bocas lobo estão desativadas. O problema é que falta tubulação para escoar as águas pluviais até o Córrego Gameleira, já nos fundos do Residencial Novo Século.

O serviço começou a ser feito às margens da Gury Marques, na altura da tubulação já existente (tubo armco de 2,4 metros diâmetro), que atravessa a avenida e termina numa dissipadora onde a enxurrada deságua no Córrego Gameleira.

Na área escavada serão colocadas pedras para estabilização do solo, feito o aterro para a colocação de 223,16 metros de galerias celulares (com 2,5 metros de diâmetro) e uma estrutura de concreto que pesa 25 toneladas cada uma.

Na Cidade Morena, a tubulação será instalada nas ruas Salmorão; Israelândia, Ubirajara Guarani, Jaguariúna, Floreal, Inconfidentes, Travessa Manoel José de Toledo e Buenópolis . Esta drenagem receberá as águas pluviais da parte asfaltada do bairro e acabará com problemas de alagamentos que são rotineiros nesta região não pavimentada. Já as galerias projetadas para a Buenópolis vão captar as águas pluviais que descem pela rua Minas Novas.