Primeira residência multiprofissional oferecida pela Sesau está com inscrições abertas

O primeiro programa de residência multiprofissional oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), está com as inscrições abertas até o dia 31 de janeiro. Serão oferecidas 76 vagas para sete áreas da saúde.

Profissionais de Enfermagem, Educação Física, Farmácia, Fisioterapia, Odontologia, Psicologia e Serviço Social receberão bolsas de R$ 3.330,46 nos dois anos de curso. Os aprovados atuarão em dedicação exclusiva para o programa.

Estão destinadas cinco vagas para o profissional formado em Educação Física, 33 para Enfermagem, 12 para Farmácia, seis vagas para fisioterapia, 12 para os formados em Odontologia, duas para Psicologia e seis para Serviço Social. Em todas as áreas há vagas para cadastro de cotas.

A seleção será feita através de prova classificatória e eliminatória, que acontecerá no dia 9 de fevereiro, onde o candidato deverá responder quarenta questões objetivas e uma discursiva, que consistirá na análise de situações e  problemas relacionados à prática na Estratégia de Saúde da Família e a temas gerais das Políticas de Saúde, Saúde Pública e Epidemiologia.

A questão dissertativa será corrigida apenas no universo de candidatos que obtiverem nota superior a 60 na parte objetiva e se enquadrar em até três vezes o número de vaga para a área em que se concorre.

Os candidatos devem comparecer ao local onde acontecerá o certame, que será divulgado nesse site, uma hora antes do início das provas, podendo adentrar nas salas a partir das 7h15. Às 8h30 as provas serão entregues e, quem perdeu a hora, não poderá mais entrar.

Para fazer as inscrições, o candidato deve acessar o site www.fioms.com.br/selecao.

As inscrições, que começaram no dia 16, têm uma taxa de R$100,00, mas o candidato poderá ser isentado se comprovar preencher pelo menos um dos requisitos da Lei Municipal nº 5.964/2018. Para isenção da taxa de inscrição, o candidato deverá ser doador de sangue, com histórico de pelo menos três doações no último ano, doador de medula óssea, com cadastramento datado dos últimos 90 dias anteriores a publicação do edital ou doador ou receptor de rim e residente em Campo Grande.

No dia seguinte à prova, os candidatos já terão acesso ao gabarito oficial preliminar, podendo recorrer das respostas entre os dias 10 e 11 de fevereiro. No dia 14 do mesmo mês será divulgado o gabarito oficial definitivo, sendo as matrículas feitas entre os dias 19 e 20 de fevereiro.

Laboratório de Inovação em Atenção Primária à Saúde Forte

Assim como o programa de residência médica em medicina da saúde e comunidade, a residência multidisciplinar em residência da família e comunidade faz parte do Laboratório de Inovação da Fiocruz.  O projeto irá beneficiar nove Unidades de Saúde da Família de Campo Grande, com reformas estruturais e a qualificação de profissionais para atuar nesses locais.

Campo Grande entrou em 2018 para o seleto grupo que integra o Laboratório de Inovação em Atenção Primária à Saúde Forte (APS Forte), desenvolvido pela Organização Pan – Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil. Atualmente, a cobertura populacional da APS em Campo Grande é superior 60%, um salto do que era em janeiro de 2017, quando registrava cerca de 35% de cobertura populacional.