Barbosinha se despede da liderança do governo e Gerson Claro é novo líder

Barbosinha e Gerson Claro falaram sobre papel da liderança do governo na Casa de Leis

Na sessão desta quarta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), o deputado Barbosinha (DEM) apresentou discurso de despedida da liderança do governo estadual na Casa de Leis, enquanto que o novo líder, Gerson Claro (PP), discursou sobre a responsabilidade e as expectativas para esta nova atribuição. Os parlamentares falaram sobre a necessidade de debate, respeito e lealdade no exercício do papel de “ponte” entre o Poder Executivo e o Poder Legislativo.

“A minha mensagem hoje é de agradecimento. Agradeço aos servidores da Assembleia Legislativa, e aos meus pares. O líder do governo traz à Casa de Leis pautas nem sempre populares, jogamos uma semente em terreno árido. Nem sempre as propostas são entendidas imediatamente, e combatemos o bom combate, com respeito e lealdade”, afirmou Barbosinha. Ele frisou que o papel da oposição é fundamental e que foi realizado um bom trabalho em conjunto, com discussões, por vezes, acaloradas, mas sempre prezando pelo respeito.

Deputado de oposição, Pedro Kemp (PT) concordou com o parlamentar. “Parabenizo e agradeço, porque todas as vezes que o procurei, recebi respostas”, afirmou Kemp ao dizer que Barbosinha trouxe presteza e rapidez à comunicação com o governo estadual. Cabo Almi (PT) também parabenizou Barbosinha pela atuação, afirmando que se trata de uma pessoa “inteligente e equilibrada” que fez um bom trabalho.

O deputado Professor Rinaldo (PSDB), em aparte, parabenizou Barbosinha e afirmou que ele conseguiu conciliar a liderança do governo com um mandato atuante. Rinaldo foi líder do governo antes de Barbosinha e atualmente é líder do PSDB na Casa.

Novo líder do governo

Novo líder do governo, Gerson Claro também usou a tribuna para falar sobre a liderança e afirmou estar honrado com o convite do governador Reinaldo Azambuja. “Tenho muita honra em receber o convite do governador Reinaldo Azambuja e o objetivo é dar continuidade aos trabalhos buscando o diálogo”, afirmou.

Gerson disse, ainda, que pretende atuar como ferramenta da democracia na Casa de Leis. “Sabemos que as divergências ideológicas e os bons combates caracterizam o regime democrático em nosso País. Trabalhar com essas diferentes personalidades, que buscam o melhor para a população de Mato Grosso do Sul, cada um a seu modo, e trazendo para esse bojo as propostas e projetos do Governo do Estado, é o nosso grande desafio”.

Por: Ana Maria Assis Foto: Luciana Nassar