MEC aprova 1ª Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UEMS

Medicine doctor hand working with modern computer interface as concept

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) inicia em março o seu primeiro programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família, aprovado pelo Ministério da Educação (MEC). A seleção para as 18 vagas já ocorreu e as atividades iniciarão na primeira semana de março, juntamente com todas as residências do Brasil. Puderam participar profissionais das seguintes categorias profissionais: Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fonoaudiologia, Odontologia e Psicologia.

A Residência será mantida pela UEMS sob a forma de curso de especialização, na modalidade de ensino de Pós-Graduação lato sensu. A especialização tem como base orientadora os aspectos que perpassam o debate do Campo da Saúde Coletiva, os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Atenção Primária à Saúde, a partir das necessidades e realidades locais e regionais.

De acordo com o professor Antônio Grande, responsável pelo projeto, as atividades são de aprendizagem em serviço, isto é, o residente aprende planejando, elaborando e implementando ações de saúde nas Unidades Básicas de Saúde.

“A Residência Multiprofissional em Saúde da Família, elaborada por professores do curso de medicina, coloca a UEMS no cenário nacional de formação profissional em saúde para fortalecer o sistema único de saúde. A UEMS é pioneira no Estado em propor uma residência específica para atenção básica, focando na prevenção e promoção da saúde da população do Mato Grosso do Sul. Essa residência abrirá caminho para novos concursos em todos os municípios do MS, com profissionais capacitados na UEMS”, ressaltou Grande.

O curso será financiado por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (SGTES), e implantado em parceria com uma Instituição Executora (municipal, estadual ou federal) e pela UEMS – que será a Instituição Formadora.

A Residência terá uma duração mínima de dois anos. A estrutura curricular é composta por carga horária obrigatória de 5.760 horas, sendo 4.608 horas em atividades práticas, mais 1.152 horas teóricas distribuídas em 23 disciplinas.

O Programa de Residência Multiprofissional em Saúde e em Área Profissional da Saúde pertence à Área de conhecimento de “Ciências da Saúde”, Grande área da “Saúde Coletiva”, Área específica da “Atenção básica a saúde: Saúde da Família”.

Eduarda Rosa – Assessoria de Comunicação Social UEMS