Ministério aprova e indústria de plástico biodegradável vai ativar ZPE de Bataguassu

O Ministério da Economia aprovou o primeiro projeto industrial da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) implantada no município de Bataguassu. A partir disso, Mato Grosso do Sul passa a contar com uma ZPE ativa e a primeira indústria de plástico biodegradável a partir da batata doce.

Titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Jaime Verruck explica que Zona de Processamento de Exportação é um espaço onde as indústrias operam com benefícios tributários, cambiais e administrativos, com contrapartida de exportar no mínimo 80% da produção.

“Este é um pontapé inicial muito importante para que outras indústrias venham se instalar na ZPE de Bataguassu, que é um empreendimento privado. Mato Grosso do Sul passará a ter uma indústria de tecnologia inovadora e diferenciada, na linha em que o mundo está demandando”, explica o secretário.

A indústria vai exportar xarope de dextrose de batata doce e maltodextrina de batata doce e tem 90 dias a partir da publicação da aprovação para iniciar a instalação na ZPE. A ZPE de Bataguassu pertence ao grupo EGEZPE, possui uma área total de 2 milhões de m² com capacidade de duplicar a área, que é totalmente alfandegada.

Desde 2015 o Governo do Estado trabalha ativamente para a ativação da ZPE em Bataguassu, por acreditar na importância do empreendimento para a economia regional e o potencial para levar Mato Grosso do Sul a novos mercados externos.

Priscilla Peres – Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)

Foto: Arquivo