Jorge Jesus, o técnico que está agitando o Brasil

Fox Sports

Os primeiros tempos não foram nada fáceis para Jorge Jesus no comando técnico do Flamengo. As primeiras prestações sob as ordens do técnico português não agradaram à torcida, mas depois de passar pelo Emelec na Libertadores, o time “rubro negro” ganhou nova vida e JJ, como é conhecido em Portugal, virou ídolo no Maracanã. Afinal, quem é o técnico que está a agitar o Brasileirão?

Jorge Fernando Pinheiro de Jesus, natural da Amadora (Lisboa) e hoje com 65 anos, teve uma carreira de jogador bem modesta, ainda que tenha chegado a representar históricos portugueses como o Sporting e o Belenenses. Seria a comandar a partir do banco que Jorge Jesus se destacaria no mundo do futebol, em um trajeto que começou no início da década de 90, ao serviço do Amora. Hoje no “país irmão”, Jesus tem despertado uma imensa atenção mediática que não passa em claro a nenhuma indústria, se colocando como um dos favoritos à conquista tanto da Libertadores quanto do Brasileirão segundo as apostas de futebol.

Em seu percurso como treinador, Jesus viria a representar Felgueiras, Estrela da Amadora a dois tempos, Vitória de Setúbal, Vitória Sport Clube, Moreirense, União de Leiria e Belenenses, sendo que foi no “Azuis do Restelo” que seu estilo começou a dar nas vistas. Sempre polêmico e frontal, foi ao serviço do Belém, aquando de um jogo amistoso com o Real que terminou com derrota por 1 a 0, que Jesus terá dito ao alemão Bernd Schuster, na altura no Real Madrid, o seguinte: “com a equipa do Real, lhe dava três gols de avanço, mudava aos 5 e acabava aos 10”. 

Na época 2008/09, Jorge Jesus chegou no Braga e as prestações do seu time chamaram a atenção de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica. Pela primeira vez na sua carreira, Jorge Jesus teve a oportunidade de orientar um dos “grandes” portugueses, o Benfica. Sem ganharem um campeonato desde 2004/05, os “encarnados” se viriam a sagrar campeões logo no primeiro ano de Jorge Jesus, 2009/10, em um percurso verdadeiramente impressionante. O técnico se sagraria campeão nacional por três vezes na Luz em seis anos e chegaria em duas finais da Liga Europa, perdidas para Chelsea e Sevilha. No início da temporada 2015/16, o “choque” aconteceu. Jesus e o Benfica se separaram com o técnico a rumar ao rival Sporting para assinar um contrato milionário, em uma mudança que acicatou os ânimos no futebol “luso”. A temporada 2015/16 foi de uma competitividade acérrima – há muito que não se via o Sporting tão perto do título, mas foi mesmo o Benfica a erguer novamente o troféu. Jorge Jesus não venceria nenhum campeonato em Alvalade, triunfando somente na Superocpa e na Taça da Liga. No final da época 2017/18, marcada pelo ataque à Academia de Alcochete, o técnico deixou Portugal pela primeira vez em sua carreira para fechar com o Al Hilal da Arábia Saudita. A passagem por Riade seria curta, com a conquista da Supercopa local. 

Hoje no Flamengo, Jorge Jesus faz sonhar a torcida Carioca. O time do Rio de Janeiro tem acumulado boas prestações e a crença no trabalho do técnico é enorme, atendendo às qualidades exibidas pelo time tanto atuando no Brasileirão quanto na Libertadores. Veremos se Jorge Jesus aumenta seu palmarés pessoal nessa incursão pelo futebol brasileiro…