Morre Mário Marcos Procópio, ex-atleta do Minas e da Seleção Brasileira de vôlei

Ex-levantador disputou os Jogos Olímpicos de 1972, na Alemanha

Morreu neste domingo Mário Marcos Jubert Procópio, ex-levantador do Minas Tênis Clube e da Seleção Brasileira de vôlei. Mário tinha 71 anos e lutava contra um câncer.

Considerado um dos melhores levantadores do Brasil nos anos 1970, Mário fez sua carreira no Minas e disputou os Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, na Alemanha.

Outro mineiro naquela edição das Olimpíadas era Luiz Eymard, companheiro de Mário na Seleção e no Minas. Em entrevista ao Superesportes, Eymard lamentou a perda do amigo.

“Era um grande amigo. Jogamos juntos desde a base do Minas, até a Seleção Brasileira. Ele era um ano mais velho do que eu. Vivemos muita coisa juntos, Mundiais, Olimpíadas”, disse o ex-ponteiro da Seleção Brasileira de vôlei.

Eymard lembra a experiência olímpica vivida com Mário Marcos, marcada pela tensão. Os Jogos Olímpicos de 1972 ficaram marcados pela morte de dois atletas da delegação de Israel, assassinados por um grupo terrorista palestino que invadiu a Vila Olímpica. O grupo, denominado Setembro Negro, ainda fez outros nove atletas reféns.

“Foi uma experiência muito traumática. Ainda não existia essa onda de terrorismo. Mataram judeus dentro da Vila Olímpica. Tentávamos acompanhar as notícias, mas não entendíamos, porque a mídia a que tínhamos acesso era em alemão”.

Além da carreira como jogador, Mário Marcos foi funcionário da gerência de esportes do Minas Tênis Clube. O velório será realizado nesta segunda-feira (13), a partir das 7h e o sepultamento às 13h, no Cemitério Parque da Colina, em Belo Horizonte.