Seleção Feminina perde para a Dinamarca e está eliminada do Mundial de Handebol

Equipe sofreu a terceira derrota na competição

A Seleção Brasileira Feminina está eliminada do Mundial de Handebol, que está sendo realizado no Japão. Nesta quarta-feira, pela penúltima rodada do Grupo B, a equipe sofreu a terceira derrota ao perder para a Dinamarca por 24 a 18, em duelo realizado em Nishi-Ku.

“Fizemos um bom jogo, com dificuldades em alguns momentos. Nos último cinco minutos elas abriram o placar, tentamos retomar, mas foi impossível. Estou orgulhoso do meu time porque lutaram muito no jogo. Lutaram como guerreiras”, disse o técnico da Seleção, Jorge Dueñas.

O Brasil encerrará a sua participação na fase de grupos na sexta-feira, quando vai enfrentar a Austrália, a partir das 3 horas (de Brasília), em Yamaga. Em caso de vitória ou empate, a Seleção disputará do 17º ao 20º lugar do Mundial. Já se perder, vai brigar da 21ª até a 24ª colocação.

Nas três rodadas iniciais do Mundial, o Brasil perdeu para a Alemanha por 30 a 24, empatou com a França por 19 a 19 e foi batido pela Coreia do Sul por 33 a 27. Assim, está com apenas um ponto, em quinto lugar entre os seis participantes do Grupo B.

Campeão mundial em 2013, o Brasil não conseguiu repetir nem de perto o mesmo rendimento nas edições seguintes do torneio. Na defesa do título, em 2015, parou nas oitavas de final, ficando em décimo lugar. Em 2017, caiu na primeira fase e foi apenas o 18º colocado.

O primeiro tempo da partida contra a Dinamarca foi equilibrado, com destaque para a forte marcação dos times. E as europeias foram em vantagem ao intervalo, vencendo por 11 a 9. No segundo tempo, o Brasil tentou se manter próxima no placar, mas falhou ao não aproveitar exclusões por dois minutos e cobranças de 7 metros. Nos últimos cinco minutos, as dinamarquesas deslancharam e asseguraram o triunfo por 24 a 18.

Samara Vieira foi a artilheira do Brasil no jogo, com cinco gols marcados. Bruna de Paula e Adriana de Castro fizeram quatro cada, Alexandra Nascimento anotou dois e Eduarda Amorim, Larissa Araújo, Patrícia Matieli somaram um cada.

“Foi um grande jogo, muito difícil. Sabemos da qualidade do nosso time e também da Dinamarca. É claro que estamos desapontadas por ter perdido. Precisamos entender que tivemos momentos cruciais dentro do jogo e os cinco minutos finais nos custaram muito. Estou orgulhosa de nosso time, acho que tivemos um bom desenvolvimento, crescemos e esperamos voltar melhores”, concluiu a ponta Mariana Costa.