Técnico da Inter de Milão fala em ‘desrespeito’ ao abrir o jogo sobre retorno de Gabigol

(Crédito da imagem: Reuters)

Em conversa com jornalistas na Itália, o Antonio Conte foi questionado sobre a real possibilidade de contar novamente com o atacante no elenco

Com contrato de empréstimo com o Flamengo apenas até o fim do ano, o atacante Gabigol dificilmente retornará a Inter de Milão, clube com quem tem vínculo até 2022. Em conversa com jornalistas na Itália, o Antonio Conte foi questionado sobre a real possibilidade de contar novamente com o atacante no elenco, e abriu o jogo: a volta do camisa 9 ao elenco não faz parte dos planos nesse momento.

“O clube tem ideias muito claras a esse respeito. Como costumo dizer, gosto de falar sobre os meus jogadores. Com todo o respeito, fico feliz por ele, mas não o considero um jogador meu, e falar sobre ele agora significaria desrespeitar os meus jogadores”, disse o treinador em coletiva de imprensa.

O discurso do treinador segue a mesma linha daquele adotado por Giuseppe Marotta, diretor executivo da Inter de Milão. Em entrevista à emissora de TV italiana Sky Sports, o cartola afirmou que tem ‘várias propostas’ para negociar o atacante.

“Nós vemos Gabigol da mesma forma que vemos Lautaro (Martínez), como um jogador que está crescendo ano a ano. Seu empréstimo acaba no fim de dezembro. Depois disso, vamos avaliar cuidadosamente o que fazer com ele. Dificilmente ele fará parte do nosso projeto. Ele tem várias propostas, e nós vamos avaliar tudo com calma com o jogador”, afirmou o dirigente.

O Flamengo deixou claro seu interesse em contratar Gabigol em definitivo, mas até o momento não chegou a acordo com os italianos. De acordo com o jornalista Paulo Vinícius Coelho, comentarista dos canais FOX Sports, o clube de Milão só liberará o atacante pela cifra mínima de 35 milhões de euros, cerca de R$ 163 milhões, uma vez que os dois gols marcados na final da Conmebol Libertadores 2019 e a boa fase do camisa 9 fizeram o seu preço subir em 25%.

Gabigol chegou à Inter de Milão para a temporada 2016/17, após conquistar o Ouro Olímpico com a Seleção Brasileira, mas só disputou 10 jogos e marcou um único gol pelos italianos. Em 2017, foi emprestado ao Benfica, mas pouco tempo depois foi novamente cedido, desta vez ao Santos, onde fez boa temporada em 2018, antes de ir para o Flamengo.

Fonte: FOX Sports