Café brasileiro produzido de fezes de pássaro se torna bebida caríssima em Londres

Vendido por mais de R$ 160 reais a xícara, o café produzido a partir de fezes do pássaro brasileiro Jacu entra no mercado londrino de bebidas e apresenta “gosto único”.

Se alguns se contentam com cafés vendidos a poucos reais nas metrópoles brasileiras, uma nova cafeteria em Londres, Reino Unido, começou a vender xícaras de café jacu por £ 30 (cerca de R$ 163).

Conforme informou o jornal The Times, a bebida extravagante, feita a partir de fezes do pássaro brasileiro Jacu, em risco de extinção, já se tornou a xícara de café mais cara do Reino Unido.

De acordo com o dono da cafeteria Jacu, Arif Graca, a bebida é “limpa, suave e não possui gosto amargo”.

“Este café é único. Este é o tipo de sabor que você não pode experimentar em nenhum outro lugar no Reino Unido. Se você beber isso vai ficar viciado”, publicou a palavra do empresário o tabloide Daily Star.
Enquanto isso, o quilo do café jacu já é comercializado a £1.400 (cerca de R$ 7.640) na capital britânica.

O café, cuja história começou no Espírito Santo, também foi entitulado como o café mais caro no Brasil segundo o blog Troco do Café.

Produção
O café é produzido a partir de restos de grãos de café ingeridos pelo pássaro Jacu, cujo habitat fica nas regiões próximas do Rio de Janeiro, sendo depois separados dos excrementos do animal.

Contudo, o café jacu não é o único a ser produzido por tal forma. O café da Costa do Marfim também é feito a partir de restos presentes nas fezes de elefantes.