PMA apreende rifle, capivara e jacaré abatidos, barco e 30 redes de pesca medindo 900 metros

Campo Grande (MS) – Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo está realizando fiscalização preventiva à pesca predatória no Pantanal durante a operação Carnaval. A fiscalização preventiva, iniciada no rio Miranda, na região do Passo da Lontra, no município de Corumbá, no início da operação na sexta-feira (21), entrou pelo rio Paraguai em toda a região de fronteira e chegou ontem (24) à foz do rio Apa e continua hoje (25) e amanhã (26) na região naquela região.

No município de Porto Murtinho, os Policiais avistaram dois homens em uma canoa. De longe, ao avistar os Policiais fardados dirigindo-se a eles, os homens pularam na água em uma pequena baía e correram pela mata, adentrando o território do país vizinho, abandonando a embarcação. No barco foi encontrado um rifle calibre 22, com três munições, uma capivara abatida e parte de uma cauda de carne de jacaré, que os infratores tinham abatido em caçada ilegal. O material foi apreendido.

Ainda na região de fronteira com o Paraguai, nas proximidades da cidade de Baía Negra (PY), os Policiais encontraram dois lances de redes armados. Eram 30 redes emendadas, que mediram 900 metros. Durante a retirada dos petrechos foram soltos no rio, em torno de 28 kg de pescado que estavam vivos.

Em toda a extensão dos rios fiscalizados, os Policiais ainda cortaram e retiraram 69 anzóis de galhos. A equipe continuará em fiscalização preventiva na região, pelo menos até às 12h00 de amanhã (26), quando termina a operação Carnaval. Este tipo de fiscalização é fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente, com uso desses tipos de petrechos ilegais que possuem alto poder de captura.