PMA autua empresa por derramamento de etanol contaminando o solo, vegetação e água de córrego

Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas autua empresa em R$ 110 mil por derramamento de 22 mil litros de etanol contaminando o solo, vegetação e água de córrego

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas deslocou-se, após ser acionada pelo Corpo de Bombeiros Militar daquela cidade, para atender a uma ocorrência relativa à poluição de solo, de vegetação e águas de um córrego, ocorrida em razão de um acidente com derramamento de combustível na rodovia BR 158, na altura do km 297, a cerca de 15 km da cidade, ocorrido ontem (11).

No local, os policiais verificaram que um veículo Tractor, com uma carreta bitrem do tipo tanque acoplada, transportando 44.266 litros de etanol, pertencente a uma empresa com sede em Maracaju, havia se envolvimento em acidente de trânsito com outra carreta que transportava maquina agrícola, causando derramamento de todos os 22 mil litros do combustível de uma composição atingida, sobre a vegetação à margem da rodovia e de matas ciliares (Área Preservação Permanente-APP) do córrego Moeda, que também teve suas águas atingidas.

A PMA tomou todas as providências no sentido de ordenar que a empresa transportadora de derivados de petróleo realizasse todas as contenções do produto que ainda estava ao solo, para que não escorresse ao córrego, apresentasse estudo do solo e da área afetada, que efetuasse a descontaminação e apresentasse um laudo, indicando a recuperação da área degradada.

A equipe também realizou um auto de infração administrativo e arbitrou multa de R$ 110.000,00 contra a infratora proprietária do veículo taque. Os responsáveis pela empresa poderão responder por crime ambiental de poluição na forma culposa e poderão pegar pena de seis meses a ano de detenção.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS

Fonte: Polícia Militar Ambiental