Campo Grande / MS - domingo, 19 de setembro de 2021
(67) 99890-6610

No reino da verdade: breves considerações na Maçonaria

Publicado em: 14/09/2021 - 5:26

Estimados Irmãos!
Após nossa iniciação em nossa Sublime Ordem, o método iniciático nos leva a
tornar signifi cativo o nosso despertar para uma nova visão de mundo, em busca de uma
consciência universal unifi cada. Tal consciência está alicerçada em três pilares sobre os
quais se apoia a natureza e, não temos a pretensão de esgotar o assunto, por se tratar de
conteúdo com muita profundidade e extensão, a saber: SABEDORIA, FORÇA e BELEZA.
Essas palavras são representadas por S∴S∴S∴, as quais signifi cam as três colunas
do Templo que assim se escreve em latim “SAPIENTIA, SALUS, STABILITAS), e, que erroneamente, muitos Irmãos as utilizam de forma inadequada, como se traduzissem “saúde,
saúde, saúde”, ou, ainda, como “salve, salve, salve”.
Torna-se imprescindível, salientarmos que esses pilares em diferentes facetas de
uma mesma Força Primordial, não poderiam apoiar a natureza, sem HARMONIA, por requererem um equilíbrio na preparação do ser humano para eventos futuros, permitindo que
a matéria, a energia e a informação se organi zem de forma equilibrada numa grande variedade de sistemas, dentro do universo em que vivemos.
Sabedoria – (grande conhecimento; erudição, saber, ciência…) – signifi ca que o
Maçom deve investigar constantemente o caminho da verdade, na busca pelo aperfeiçoamento interior, com objetivos de crescimento intelectual e espiritual. Conhece-te a ti mesmo
– é o ponto de partida da observação sobre si, de modo regular, identifi cando seus defeitos,
fraquezas e imperfeições e reforçando suas virtudes.
Força – (obrigação a que não se pode faltar, esforço necessário para fazer alguma
coisa, intensidade, calor, veemência, impulso, poder, infl uência, prestígio, a virtude, o poder, a efi cácia das coisas, motivo, causa…) – signifi ca que o Maçom deve ser o construtor de
uma obra viva, por meio de um grande esforço, tanto individual como coletivo. Por meio de
ações que norteiam sua vida (e a frequência e participação em Loja, é um exemplo), construindo um canal perfeito que alimenta e guia a todos na busca do conhecimento.
Beleza – (qualidade de belo, muito agradável, muito bela, pessoa bela) – é o equilíbrio da vida interior, onde o Maçom em seu relacionamento com os outros, possa permitir
o desenvolvimento da fraternidade, na construção de um caminho para o combate ao egoísmo. Mesmo que esteja no mundo profano uma profunda desarmonia, em Loja, podemos
identifi car um mundo sagrado onde tudo está em ordem e em harmonia, constituindo um
mundo de beleza, em perfeito equilíbrio, purifi cados pelo esforço individual na busca do
domínio das emoções e reações, demonstradas pelo uso da linguagem praticadas em Loja.
Harmonia – (disposição bem ordenada entre as partes de um todo, ordem, simetria,
conformidade…) – signifi ca que o Maçom deve ser Livre e de Bons Costumes, trabalhando
continuamente no conhecimento de si mesmo e dos outros, cultivando as qualidades adequadas, como paciência, suportar dissabores, adversidades e infelicidades do dia-a-dia, por
meio do equilíbrio e da serenidade em quaisquer situações independente da sua capacidade,
habilidade ou esforço pessoal.
Portanto, meus estimados Irmãos, todos os nossos atos devem ser equilibrados com
estas forças, para que possamos contribuir de forma signifi cativa na união dos Irmãos, no
fortalecimento das Lojas e, fi nalmente, na solidez das famílias.
Pensemos nisto!

Irmão
Ademir Batista
de Oliveira
Diretor e Editor da
Revista Consciência
Loja Oriente Maracaju nº 01
GLEMS – Campo Grande



Desenvolvido por Argo Soluções