Campo Grande / MS - domingo, 17 de outubro de 2021
(67) 99890-6610

Acidente com 71 mortes: controladora do voo da Chapecoense é presa em Corumbá

Publicado em: 24/09/2021 - 9:18

Celia Monasterio realizou ações fraudulentas e não assegurou procedimentos básicos para a segurança do voo
Foto: Divulgação/Prefeitura de Antioquia

Polícia Federal prende para fins de extradição foragida Boliviana investigada por desastre aéreo com equipe da Chapecoense

Celia Monasterio realizou ações fraudulentas e não assegurou procedimentos básicos para a segurança do voo

Corumbá/MS – A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (23) a foragida de nacionalidade Boliviana responsável pela análise e aprovação do plano de voo da aeronave, que em novembro de 2016, por volta das 22:57h (fuso horário), caiu ao se aproximar do aeroporto internacional José Maria Cordova, em RioNegro, a poucos quilômetros da cidade de Medelín, na Colômbia.

Na oportunidade, 71 pessoas vieram à óbito, fato amplamente noticiado na mídia nacional brasileira, já que a aeronave conduzia a equipe de futebol masculina Chapecoense.

A boliviana era especialista em segurança de voo e, na ocasião, teria deixado, fraudulentamente, de observar os requisitos procedimentais mínimos para a aprovação do plano de voo da aeronave, eis que no programa apresentado, a autonomia de voo não era adequada para a viagem.

A detida permanecerá reclusa no município de Corumbá/MS, onde aguardará os trâmites legais para que seja entregue às autoridades bolivianas.

Ascom PF/MS



Desenvolvido por Argo Soluções