Campo Grande / MS - domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99890-6610

Com pontes, asfalto e manutenção Governo Presente investe na malha viária do Sudoeste

Publicado em: 23/04/2021 - 9:24

A região Sudoeste de Mato Grosso do Sul, em expansão na produção de grãos e estratégica como corredor da Rota Bioceânica (Brasil-Chile), está sendo contemplada com um dos maiores pacotes de obras e serviços viários já executados pelo Governo do Estado. A interligação de rodovias por asfalto, construção de pontes de concreto e manutenção permanente de vias de estrutura básica encurtam distâncias e potencializam o agronegócio e o turismo.

Mais de 160 km das MS-382, MS-166, MS-164, MS-270 e MS-472 estão recebendo pavimentação asfáltica, beneficiando os municípios de Guia Lopes da Laguna, Antônio João, Ponta Porã, Bela Vista e Caracol, com recursos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento Rodoviário de MS). Na MS-382, o governo investirá R$ 226 milhões para asfaltar 87,58 km, entre Guia Lopes e Antônio João, reduzindo em 35 km a distância até Ponta Porã.

Ponte de concreto começa a ser construída no Rio Piripucu, na MS-472, em Bela Vista: antiga estrada Apaporé na Rota Bioceânica

O primeiro trecho da MS-382, de 37,72 km, está sendo executado ao custo de R$ 70,9 milhões, compreendendo o trevo da BR-060 ao entroncamento com a MS-270. A empresa Bandeirantes trabalha em 6 km com quatro frentes – serviços de terraplenagem e drenagem de águas pluviais – envolvendo 150 trabalhadores. Uma das dificuldades da obra é o solo rochoso, que exigirá processo de detonação por dinamite, sem prejudicar o seu cronograma.

“São importantes investimentos em logística e infraestrutura que dão competitividade aos produtores sul-mato-grossenses e encurta distâncias. A ampliação da malha pavimentada melhora as condições de produção de todos, do pequeno, médio e grande produtor, assim como dos assentados”, afirma o governador Reinaldo Azambuja.

Serviço de tapa-buraco na MS-384, entre Bela Vista e Caracol: escoamento de calcário e produção agropecuária

Desenvolvimento

Na MS-166/270, entre Antônio João e Ponta Porã, estão sendo implantados 23 km de pavimento em duas frentes, atendendo a região da Cabeceira do Apa, e o prolongamento de mais 35 km até o trevo com a MS-382 estão em projeto para também implementar lama asfáltica. Outra via que está recebendo infraestrutura é a MS-472 (Estrada da Caieira), onde o asfaltamento de 23 km beneficiará o Assentamento Caracol e uma usina de calcário.

Para o secretário de Infraestrutura Eduardo Ridel, os investimentos transformam toda a região Sudoeste. “É um novo eixo, um novo canal para o desenvolvimento do Estado que tem recebido investimentos que transformam Mato Grosso do Sul”, pontua. O secretário ressaltou também as entregas que o Governo tem realizado em todos os 79 municípios. “Começamos com este enfoque deste 2015, em pensar o Estado de uma maneira diferente”, completa.

Trecho da MS-166 em execução da base para receber pavimentação: ligação com a MS-382 reduzirá distâncias entre municípios

No rol de investimentos do Governo Presente para a região ainda estão duas obras de implantação e pavimentação das rodovias MS-270 (35,56 km entre Copo Sujo e Cabeceira do Apa) e MS-382 (10,36 km entre a MS-270 e Cabeceira do Apa). Juntas, se aproximam dos R$ 65 milhões. “São vias de grande fluxo de veículos, que exigiam manutenção constante”, explica Edmílson Escobar, regional da Agesul. “Na Estrada da Caieira trafegam 250 carretas por dia.”

O prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho, destacou que o asfaltamento da Cabeceira do Apa é uma das obras mais importantes dos últimos 20 anos no Sudoeste. “A região, que antes tinha predomínio de pecuária, agora começou a avançar com a agricultura. Serão abertos mais 16 mil hectares, além da presença da iniciativa privada, que está investindo em uma das regiões mais altas do Estado, com clima adequado e solo fértil”, disse.

Edmílson Escobar, regional da Agesul em Bela Vista e Jardim

Ponte e tapa-buraco

Na MS-472, que se interliga às BRs 060 e 267 por 67 km, o Governo do Estado iniciou a implantação de uma ponte de concreto sobre o Rio Piripucu, ao custo de R$ 2,5 milhões (recursos também do Fundersul). A estrutura terá 50m de cumprimento (a de madeira, ao lado, tem 38m) e 10m de largura, projetada para quando chegar o asfalto. A empresa contratada, Belter Construções, pretende entregar a obra antes do prazo (em cinco meses).

Com projeto de recapeamento já licitado, a MS-384 (99 km, entre Bela Vista e Ponta Porã), vem recebendo serviço de tapa-buraco e roçada realizado pela Agesul. A via é uma das mais movimentadas da região, recebendo diariamente 350 caminhões com carga de calcário com destino às zonas de produção. Na outra ponta da rodovia, em Caracol, a Agesul também realiza tapa-buraco em 57 km, dos quais 35 km já concluídos, em direção à BR-267.

Estrada da Caieira (MS-472): asfalto beneficiará assentamento rural e região produtora de calcário, pecuária e agricultura

Em Bela Vista, a Agesul é parceira da prefeitura no cascalhamento da estrada municipal da localidade de Margarida, que dá acessos à BR-267 e MS-384, totalizando 30 km. Região que está incorporando 25 mil hectares de lavouras de grãos. Entre Bonito e Porto Murtinho, o Estado também está presente com serviço de cascalhamento e raspagem em um trecho de 110 km da MS-382 até o trevo com a MS-458, atendendo a pecuária do Pantanal do Nabileque.

Fonte: Governo de Mato Grosso do sul

Desenvolvido por Argo Soluções