Campo Grande / MS - domingo, 17 de outubro de 2021
(67) 99890-6610

Mais Social segue auxiliando famílias, como a de Daiany, que luta para criar os quatro filhos

Publicado em: 08/09/2021 - 8:57

O programa Mais Social chegou como uma benção na vida da Daiany Franco Carvalho, de 31 anos, que com muita luta cria seus quatro filhos sozinha. Moradora do bairro Santa Emília, em Campo Grande, ela trabalha em uma empresa terceirizada de asseio e conservação, no Parque dos Poderes.

Mesmo trabalhando, Daiany acrescenta que faltava dinheiro para comprar alguns itens de alimento da família. “Foi uma bênção, meu primeiro mês fazer compra com o Mais Social porque mesmo trabalhando as vezes faltavam as coisas, mas o Mais Social veio pra da uma força enorme. Graças a Deus, também ao nosso governador Reinaldo Azambuja  e nossa secretária Eliza Cleia, que trabalharam bastante para ter essa ideia de doar os cartões a mim e ao nosso povo”, afirmou.

Com os filhos em idade entre 9 e 17 anos,  Daiany comenta as dificuldades no sustento da família, além de proporcionar a eles a educação que precisam. “Com ajuda a gente vai vencendo”, emendou. Como a Daiany, aproximadamente 10 mil famílias receberão os R$ 200 do programa criado para atender famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional.

Outra beneficiada que já garantiu alimento para a família com o programa é a dona de casa Laura Molina, de 42 anos. Moradora do bairro Tijuca ll, Laura mora com o esposo e 9 filhos e a situação da família se complicou por conta da pandemia de coronavírus.

“Com essa pandemia, as coisas estão difíceis. O auxílio veio em boa hora, já comprei algumas coisinhas, mas não gastei tudo. Já deu para dar uma melhorada”, afirmou. Laura conta que boa parte da renda da família vem da reciclagem que seu esposo recolhe para vender, reforçando a necessidade que a família tinha de um auxílio em dinheiro.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia Nobre, fala sobre o trabalho das equipes nas ruas para que mais famílias sejam beneficiadas com o programa. “O começo dos pagamentos do Mais Social é uma realização para toda a nossa equipe. Estamos trabalhando a cada dia para chegarmos na totalidade de 100 mil famílias inseridas no programa. A cada pessoa que consegue garantir alimentos e itens de higiene pessoal para ela e seus familiares, com o crédito de R$ 200,00, ficamos ainda mais motivados. Essa ação do Governo do Estado, gerenciada pela Sedhast, já está transformando realidades”, destacou.

Mais Social

Criado para atender famílias em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional, o programa vai pagar R$ 200 para quem tem renda mensal inferior a meio salário mínimo e atende aos critérios do programa. Aproximadamente 10 mil cartões já foram entregues e as equipes do programa seguem com as visitas domiciliares, nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, para alcançar 100 mil famílias.

Os primeiros beneficiários já começaram a receber os R$ 200 nesta semana. Entre o Mais Social e a transição do antigo Vale Renda, são mais de R$ 5 milhões injetados na economia estadual com esse primeiro pagamento. Com o programa, a estimativa é de investir R$ 240 milhões por ano na economia de Mato Grosso do Sul.

Fonte: Governo de Mato Grosso do Sul



Desenvolvido por Argo Soluções