Campo Grande / MS - sexta-feira, 30 de julho de 2021
(67) 99890-6610

Mato Grosso do Sul ultrapassa marca de 1 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19

Publicado em: 23/05/2021 - 3:56

Mato Grosso do Sul ultrapassou nesta semana a marca de 1 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 aplicadas na população, entre primeira e segunda dose. Somente em Campo Grande foram aplicadas mais de 380 mil doses, o equivalente a 38% do quantitativo de todo o Estado. O bom desempenho que coloca MS na liderança do ranking nacional de imunização foi celebrado neste sábado (22) em ato simbólico realizado no Centro de Convenções Albano Franco, onde funciona um ponto de imunização no sistema drive-thru. O espaço foi cedido pela Federação das Industrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS).

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, enfatizou a importância das parcerias e empenho de todos os servidores envolvidos no processo de vacinação.

“Estamos trabalhando incansavelmente para conseguirmos imunizar nossa população o mais rápido possível. E esse resultado é fruto da dedicação de todos que estão empenhados neste processo, que é fundamental para vencermos essa pandemia e salvarmos vidas”, disse.

A capital sul-mato-grossense se destaca na vacinação contra a Covid-19 e figura entre as cidades com maior cobertura vacinal do País, sendo considerada referência nacional, resultado do planejamento, organização e estratégias adotadas pelo município

O município ultrapassou a marca de 29% de toda a população vacinada com a primeira dose, índice superior a média do Estado, 25%, e Nacional, 18%.

Ao todo, 263.887 pessoas foram vacinadas, sendo que 116.873 já completaram o ciclo vacinal, ou seja, receberam a segunda dose, totalizando 380.760 doses aplicadas, conforme dados parciais do “Vacinômetro”.

O número já vacinadas com a primeira dose na Capital é superior a toda a população da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul, Dourados, que conta com 225.495 habitantes, segundo o IBGE.

Campo Grande mantém mais de 60 pontos de imunização espalhados pelas sete regiões urbanas e distritos, incluindo três drives com capacidade de vacinação diária de 2 mil pessoas cada.

O município estuda a implantação de mais dois drives em parceria com a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) e com o Comando Militar do Oeste (CMO).

“Existe a possibilidade de implementarmos mais estes dois pontos em parceria com estas instituições. A medida seria necessária caso haja indicativo de inserção de novos públicos, desta forma conseguiríamos ampliar a nossa capacidade diária de atendimento, que hoje já é superior a 17 mil atendimentos por dia. No entanto, além da vontade do município, essa possibilidade está condicionada a disponibilidade de doses para atender à população”, explica o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho.

Mais comodidade

Durante o ato foi inaugurado um novo espaço dentro do Centro de Convenções Albano Franco para que os servidores e voluntários que estão atuando na vacinação possam permanecer durante o período de intervalo. O local é dividido entre sala de descanso e alimentação com toda a estrutura necessária.

Doação

O presidente da FIEMS, Sergio Longen, anunciou a doação ao município de Campo Grande de capacetes de respiração assistida, conhecido como Elmo, que serão destinados às unidades de urgência e emergência. A expectativa é de que ao menos 10 equipamentos sejam disponibilizados, um para cada unidade.

O capacete prevê a utilização de um mecanismo de respiração artificial não-invasivo, sem necessidade do paciente ser intubado, com maior segurança também para os profissionais da saúde.

O equipamento é fixado no pescoço com uma base que veda a passagem do ar. Aplica-se um fluxo de gases medicinais com oxigênio (O2) e ar comprimido capaz de gerar uma pressão positiva (acima da pressão atmosférica). Essa pressão ajuda em situações em que o pulmão está com dificuldade de oxigenação.

1 milhão de doses

O ato contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad, da vice-prefeita Adriane Lopes, do presidente da FIEMS, Sérgio Longen, do secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, do secretário Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, do secretário municipal de Saúde José Mauro Filho, do vereador Papy, do vereador Sandro Benites, e do diretor-presidente da Energisa MS, Marcelo Vinhaes.

Vacinação

No domingo, dia 23, não haverá vacinação. O trabalho deve ser retomado na segunda-feira, dia 24.

A previsão é que a imunização seja voltada somente a pessoas que tomaram a primeira dose de Astrazeneca até o dia 24 de março. A ampliação para novos públicos está condicionada ao recebimento de novas doses.



Desenvolvido por Argo Soluções