Campo Grande / MS - domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99890-6610

Eldorado Brasil gera EBITDA 95% maior no primeiro trimestre de 2021

Publicado em: 15/05/2021 - 9:50
Companhia fechou os primeiros três meses do ano com resultado de R$ 692 milhões. Outro destaque foi a redução da alavancagem que atingiu 2,8x
A Eldorado Brasil obteve EBITDA de R$ 692 milhões no primeiro trimestre de 2021, o que representa alta de 95% em relação ao mesmo período do ano passado. Controlada pelo grupo J&F, a fabricante de celulose conseguiu, com o desempenho, reduzir sua alavancagem financeira de 3,2x para 2,8x, em proporção de seu EBITDA, cuja margem subiu de 42% para 53% na comparação entre os primeiros três meses deste ano e do ano passado.
A performance veio ancorada em geração de receita líquida de R$ 1,3 bilhão – 52% acima do mesmo período de 2020 e 11% maior que o trimestre anterior. Com isso, houve geração de fluxo de caixa livre de R$ 445 milhões, em contraponto aos R$ 230 milhões apurados entre janeiro e março de 2020 e R$ 275 milhões em dezembro de 2020.
No balanço apresentado ao mercado nesta sexta-feira (14), a empresa destacou “um ambiente de mercado positivo para os produtores de celulose de fibra curta”, embalado pela aceleração do consumo global, especialmente da China, e pelo maior consumo no segmento de papéis sanitários. Além do mercado aquecido, o setor também foi favorecido pela valorização do dólar frente ao real.
Para Fernando Storchi, CFO da Eldorado Brasil, o resultado obtido no primeiro trimestre “reflete o início do processo de valorização da celulose e reforça a    eficiência operacional da companhia”.

Do ponto de vista operacional, houve um aumento da produção de 12% em relação ao primeiro trimestre de 2020, em que houve parada programada para manutenção da fábrica. Entre janeiro e março deste ano, foram fabricadas 439 mil toneladas de celulose, e o volume de comercialização chegou a 443 mil toneladas.

Fonte: Assessoria Eldorado Brasil



Desenvolvido por Argo Soluções