Senador cearense leva dois tiros ao tentar passar por cima de PMs com trator

Cid Gomes foi baleado em Sobral (Foto: Reprodução/ Facebook)

O senador Cid Gomes, atualmente licenciado de suas funções parlamentares, foi baleado ontem (19) na cidade de Sobral, no Ceará. Segundo informações preliminares, divulgadas por seu irmão, Ciro Gomes, a bala não atingiu órgãos vitais e Cid não corre risco de morrer.

Cid era contrário a um movimento de policiais militares que faziam uma paralisação. Por lei, policiais militares não podem fazer greve. Segundo imagens feitas no local e divulgadas na internet, o senador licenciado tentou entrar em um batalhão da polícia, que estava com os portões fechados, dirigindo uma retroescavadeira. Do outro lado do portão havia dezenas de policiais encapuzados. Desse grupo teriam partido dois tiros que acertaram Cid.

Leia mais

Antes de ser baleado, Cid Gomes fez discurso chamando policiais de “bandidos”
Senador afirmou que o direito ao porte de armas tem como ônus o impedimento do direito de greve

O ex-governador Cid Gomes (PDT), antes de seguir para o quartel onde foi baleado por manifestantes, realizou discurso em que afirmou que havia “carros da polícia e bandidos dentro” circulando em Sobral. Em momento anterior da mesma fala, ele disse que “ninguém vai fazer o que esses bandidos estão fazendo” na cidade.

Em dado momento do discurso, um apoiador interrompe e afirma que os policiais amotinados só mudaram de estratégia, deixando de circular pela cidade nas viaturas, devido ao anúncio de Cid, que avisou em suas redes sociais que estaria em direção a Sobral para negociar com o movimento.

Cid avisa, no vídeo, que está desarmado, e levanta a própria camisa para mostrar que não porta armas. Ele diz ainda que vai negociar mesmo que existam riscos: “Eu vou enfrentar sob o custo da minha vida”, afirma. O senador chama também os policiais de “incitadores da violência”.

Vídeo

Convocatória
O senador é visto, no vídeo do discurso, com uma blusa preta de mangas longas, mas convoca “todo sobralense de bem” a garantir por conta própria a segurança da cidade, vestindo camisas amarelas ou laranjas, que estariam sendo providenciadas no momento da fala. Na gravação em que tenta invadir o quartel dos policiais amotinados com uma retroescavadeira, Cid está com a roupa laranja. Ele diz que irá “de peito aberto” à frente da população da cidade realizar o policiamento.

O Povo.

Agência Brasil.

Redes Sociais
Nos siga no Google Notícias   Autor e Fonte: Jornal Eletrônico em Mato Grosso do Sul - Tereré News
Por Chico Oliveira/Tereré News   Empresa Jornalística    ouça este conteúdo   Edição Impresa.