Campo Grande / MS - quinta-feira, 22 de abril de 2021
(67) 99890-6610

Na volta às aulas, professores das escolas do Sesi fazem exame para detectar Covid-19

Publicado em: 01/30/2021 - 7:56

Como parte das medidas de biossegurança e protocolos estabelecidos para o retorno das aulas nas escolas do Sesi em Aparecida do Taboado, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Maracaju, Naviraí e Três Lagoas, os professores e colaboradores estão passando por exames para detectar a contaminação por Covid-19. Nesta sexta-feira (29/01), pelo menos 110 docentes, colaboradores e prestadores de serviço das escolas da Capital, Aparecida do Taboado e Naviraí fizeram o teste, enquanto na segunda-feira (01/02) mais de 500 funcionários das escolas de Corumbá, Dourados, Maracaju e Três Lagoas passarão pelo exame.

O enfermeiro Ewerton Souza, que faz parte da equipe do sistema de Gestão em SST (Segurança e Saúde no Trabalho) do Sesi, destacou que os exames vão ser feitos a cada 15 dias com todos os colaboradores e prestadores de serviço das sete escolas do Sesi no Estado. “A medida faz parte dos protocolos de biossegurança estabelecidos para o retorno seguro das aulas presenciais. A importância dessa ação é manter um ambiente seguro para o retorno as aulas presenciais, não só pensando na saúde dos nossos colaboradores, mas também dos alunos. Enquanto dure esse cenário de pandemia, nós da equipe de saúde do Sesi vamos continuar dando assistência para manter um ambiente seguro para todos nossos colaboradores e alunos”, explicou.

O exame realizado é o teste rápido, que, apenas com algumas gotinhas de sangue, é possível constatar se a pessoa está com a doença, ou teve contato com o vírus em um outro momento. O resultado fica pronto em 10 minutos e é encaminhado para o colaborador e para a diretoria de cada escola, sendo que os casos positivos são afastados do convívio escolar durante o período de quarentena.

O coordenador pedagógico da Escola do Sesi de Campo Grande, Marcel Giordano Jeffery, foi um dos funcionários testados e contou que até agora não foi diagnosticado com a doença. “Muito gratificante ver que a empresa estar pensando nos funcionários dessa maneira, se preocupando e fazendo a testagem dos colaboradores. É ótimo tirar aquela incerteza de se você já teve a doença e não sabia, já que muitos não apresentam sintomas. Acho que esse papel do Sesi está sendo muito importante para nos dar ainda mais segurança para o retorno das aulas”, completou.

Veja como foi a testagem dos colaboradores:

Fonte: FIEMS

Desenvolvido por Argo Soluções