Campo Grande / MS - terça-feira, 3 de agosto de 2021
(67) 99890-6610

ENERGISA ACT 2021: Empresa propõe retomar à mesa de negociação

Publicado em: 13/07/2021 - 3:31

Representantes das empresas: Energisa Tocantins – Eto e da Energisa S/A – Esa, entraram em contato com a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Eletricidade no Estado do Tocantins – Steet, na tarde da última sexta-feira, 09, buscando retomar a mesa de negociação, após a proposta apresentada para renovação das Cláusulas Econômicas do Acordo Coletivo De Trabalho – ACT 2020/2022, ter sido rejeitada por uma ampla maioria dos trabalhadores e trabalhadoras dessas empresas.

A proposta rejeitada foi de parcelamento da inflação, em duas vezes, com aplicação do índice (INPC/IGBE) em datas futuras e sem retroativos a data base.

Enquanto isso, a direção do Steet tem sido abordada, constantemente, pelos trabalhadores com manifestação de apoio a luta, já que entendem que não podemos aceitar nenhum retrocesso alinhado ao discurso de crise, de falta de orçamento ou qualquer outra dificuldade financeira colocada pelas empresas. Basta ver os altos investimentos que a Eto vem fazendo na aquisição de novos ativos, como também as doações voluntárias divulgadas na mídia pela própria empresa, tudo isso em razão dos bons resultados que vem obtendo.

E, para o trabalhador, é correto cortar no osso? O Steet espera que, com a retomada da mesa, as empresas valorizem seu time campeão e tragam uma proposta que atenda o pleito dos seus trabalhadores, que consiste, simplesmente, na reposição integral da inflação em 7,59% (INPC/IGBE) retroativa a data base para todas as cláusulas econômicas do ACT.

O Steet tem se colocado à disposição para prosseguimento da negociação em mesa e informa que foi marcada nova reunião para a próxima quarta-feira, 14 ás 14h, oportunidade que o sindicato tem para mais uma vez chamar a atenção dos representantes das empresas quanto a demora, a frieza na negociação forçando a entidade buscar apoio na esfera judicial.

Portanto companheiros e companheiras, aguardem novas informações e continuemos firmes na luta.

 

Fonte: Assessoria de comunicação



Desenvolvido por Argo Soluções