Assinado contrato de R$ 1,7 bilhão da rodovia MS-306

Concessão por 30 anos vai beneficiar 66 mil pessoas

Para garantir diversas melhorias na condição de tráfego, conforto aos motoristas e redução no número de acidentes, o governador Reinaldo Azambuja assinou com a concessionária Way 306 o contrato de concessão da rodovia MS-306, em uma extensão de 219 quilômetros. A área de abrangência vai da divisa com Mato Grosso até a BR-158, em Cassilândia.

O contrato envolve um valor de R$ 1,77 bilhão. “Os investimentos são de R$ 932 milhões, sendo R$ 600 milhões nos cinco primeiros anos. Já para o primeiro ano são R$ 110 milhões entre pavimento, construção das edificações, a parte de tecnologia da fibra óptica, com Circuito Fechado de Televisão, nossas câmeras têm alcance de até 5 quilômetros para atendimento ao usuário – existe uma carência muito grande de telefonia na região, se você quebra o carro hoje não tem como ser atendido – e isso vai nos facilitar na operação, que é a parte de atendimento ao usuário para dar esse conforto e essa segurança para eles”, explicou o diretor-presidente da concessionária, Paulo Nunes Lopes.

Os investimentos devem começar em 30 dias, período para arrolamento e transferência, em que será feita uma vistoria em toda a rodovia. A rodovia é de intenso tráfego de caminhões, necessitando de investimentos permanentes. “Quem conhece o trecho sabe que as melhorias esperadas são muito grandes. Temos a certeza de que todos os usuários, em breve, entenderão o que é uma concessão que funciona de fato. Se você andar hoje na rodovia, ela tem grandes problemas. Ela está quase que intrafegável, eu diria muito ruim. Então, as atitudes serão tomadas de imediato”, disse o acionista da Way 306, João Leopoldino Neto.

Serão beneficiados 66 mil habitantes. Além da melhoria das condições de tráfego e garantia de segurança, conforto e redução no número de acidentes, a concessão irá gerar mais de 2 mil empregos diretos e indiretos, diminuir o tempo de deslocamento e custo com a manutenção de veículos, gerar oportunidades de negócios na região e uma economia de R$ 4 milhões ao ano – que é o valor investido atualmente na manutenção da rodovia. Os municípios atendidos são Costa Rica, Chapadão do Sul e Cassilândia.

Pedágio

Na prática, isso significa pista duplicada, acostamento, serviços como socorros médico e mecânico, inspeção de tráfego, combate à incêndio e retirada de animais da pista, entre outros. Já a cobrança de pedágio irá acontecer apenas após um ano. A estimativa é de 3 mil veículos circulando pela rodovia por dia. Ao todo, a MS-206 receberá três praças de cobrança, com tarifa básica de R$ 8,72.

Veículo

A concessionária também fez a doação de um veículo Amarok à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) para ser usado nas ações de fiscalização.

A concessionária é formada pelas empresas: Engenharia e Comércio Ltda (empresa líder), TCL Tecnologia e Construções, Torc Terraplanagem Obras Rodoviárias e Construções Ltda, Senpar Ltda e GLP O. Participações AS.

Participaram também da assinatura: o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, e o diretor-administrativo financeiro do grupo Way, Giovanni Mott.

Paulo Fernandes – Subsecretaria de Comunicação

Fotos: Chico Ribeiro / Agepan

Fonte: Governo de MS

Redes Sociais
Nos siga no Google Notícias   Autor e Fonte: Jornal Eletrônico em Mato Grosso do Sul - Tereré News
Por Chico Oliveira/Tereré News   Empresa Jornalística    ouça este conteúdo   Edição Impresa.