Campo Grande / MS - terça-feira, 28 de setembro de 2021
(67) 99890-6610

Em busca de inovação, presídio de Bataguassu implanta sistemas desenvolvidos por servidores da Agepen

Publicado em: 05/03/2020 - 7:43

Para aperfeiçoar os serviços prestados e oferecer mais celeridade na rotina diária, a direção do Estabelecimento Penal de Bataguassu (EPB) informatizou ações importantes como o controle de entradas e saídas da unidade penal, assim como, cadastro dos visitantes, entre outros. Os sistemas implantados são executados em outras unidades penais de Mato Grosso do Sul e foram desenvolvidos pelos servidores Marcos Paulo Ambrózio da Silva e Sandro Aparecido Rocha.

Com apoio da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí (PSMN) e do Instituto Penal de Campo Grande (IPCG), dois sistemas foram cedidos: Sistema de Escolta Penitenciária (SEP), criado por Marcos Paulo e implantado em Naviraí desde 2016; e o sistema de controle de portaria, feito por Sandro Aparecido e executado no IPCG.

De acordo com o diretor do presídio de Bataguassu em substituição legal, Luiz Fernando da Silva Jesus, a intenção é oferecer mais segurança no trabalho para os servidores, agilizar os procedimentos e aprimorar a qualidade do serviço.

“Essa parceria foi de extrema relevância para o início das atividades e o aperfeiçoamento dos trabalhos. Estamos passando por algumas melhorias em nossa unidade penal, principalmente, no que tange à questão da qualidade de trabalho e essas mudanças só foram possíveis graças à dedicação e eficiência de nossos colegas Marcos e Sandro, agradeço a direção das unidades penais também pela disponibilidade”, destaca o dirigente.

Dentre as melhorias, está o cadastro dos visitantes por meio do leitor de código de barras, que começou a funcionar no último final de semana. Nele, são cadastrados todos os familiares que adentram a unidade.

Os sistemas visam agilizar os atendimentos e oferecer mais segurança nas informações

Para cada visitante é gerada uma etiqueta pelo próprio sistema, ela é colada no verso da carteirinha de visitante, sendo atrelada ao interno visitado. Isso acontece na primeira vez, nas próximas visitas é apenas feita a leitura desse código de barras comparado com o documento oficial do familiar. “A partir disso, deixamos de usar o livro manual de portaria para esse tipo de controle, permitindo mais rapidez nos atendimentos e maior controle em dias de visita”, ressalta Luiz Fernando.

Dividido em módulos com diferentes funções, o SEP computa desde agendamentos para atendimentos de advogados e controle de visitas de familiares, escoltas e videoaudiências, a pesagem diária da alimentação servida aos custodiados, controle de pertences e acompanhamento da movimentação de internos que trabalham nas diversas oficinas e setores do presídio. No presídio de Bataguassu, o sistema já está funcionando em sua totalidade.

Já o sistema de controle de entrada e saída na portaria da unidade também faz a frequência de servidores por meio de biometria e foi implantado como forma de deixar de usar o livro físico, informatizando a ação. “Isso facilita a questão da autonomia do servidor na portaria, que pode desenvolver outras funções importantes também”, completa o dirigente.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a iniciativa demonstra o empenho e a excelência que os servidores penitenciários de Mato Grosso do Sul buscam executar seus serviços. “Esses sistemas foram desenvolvidos por profissionais que realmente conhecem a realidade do sistema, por isso tornam-se muito mais eficientes e trazem detalhes primordiais relacionadas à rotina carcerária. E transmitir essa ferramenta para outras unidades penais do Estado é importante para aprimorar, ainda mais, os trabalhos desenvolvidos”, afirma.

O dirigente lembra que, assim como estes projetos de Campo Grande e Naviraí, o Sistema Integrado de Administração do Sistema Penitenciário (Siapen), surgiu dentro de um presídio e também foi criado por servidores penitenciários, representando atualmente uma importante ferramenta para a Agepen.

Tatyane Santinoni – Agência Estadual de Administração so Sistema Penitenciário – Agepen

Fonte: Governo de MS



Desenvolvido por Argo Soluções