Cidade holandesa vai arrancar asfalto e substituir estradas por espaços verdes

NUNO BOTELHO

Sendo um país em que boa parte do território se encontra abaixo do nível do mar, os Países Baixos sempre foram conhecidos pelas soluções criativas que desenvolvem para combater o risco de inundações. Esse é justamente um dos efeitos do aquecimento global, a par com as ondas de calor intensa e mesmo as secas. Agora, a cidade holandesa de Arnhem apresentou um plano onde consta uma solução radical para permitir o escoamento de água na terra: reduzir o número de ruas e estradas.

A ideia é arrancar, no total, dez por cento do asfalto e substituí-lo por zonas verdes. Assim se pretende que a água da chuva, em vez de ir parar aos esgotos, escorra para a terra. A existência de mais plantas no centro também ajudará a dissipar o calor, proporcionado espaços onde os cidadãos se poderão refrescar no centro da cidade.

O diário “The Guardian” lembra que os Países Baixos assumiram o compromisso de reduzir em 95 por cento a sua emissão de gases de estufa até 2050, com cerca de metade desse valor a previsto até 2030. O plano apresentado pelo executivo municipal esta semana, que deverá ser votado pela assembleia municipal depois do verão, contém medidas a aplicar na próxima década e poderá vir a servir de modelo a outras cidades.

300 espaços verdes foram já criados em Arnhem ao longo dos últimos anos, e a cidade tenciona criar subsídios para que os cidadãos que tenham ideias criativas possam contribuir para os mesmo objetivos ambientais.

Fonte: Expresso

Redes Sociais
Nos siga no Google Notícias   Autor e Fonte: Jornal Eletrônico em Mato Grosso do Sul - Tereré News
Por Chico Oliveira/Tereré News   Empresa Jornalística    ouça este conteúdo   Edição Impresa.