30 de junho, Dia do Caminhoneiro: São aqueles que através das estradas abastecem o país

Marcelo Camargo/Agência Brasil

No Brasil, essa data é tão especial e importante que é comemorada em três dias diferentes, 30 de junho, 25 de julho e 16 de setembro. Mas você sabe o motivo? Elas surgiram por razões diferentes e a seguir vamos explicar melhor cada uma.

O dia 30 de junho é comemorado em São Paulo, pois em 1986, o governador do estado Franco Montoro, assinou uma lei que colocou o dia trinta como sendo o Dia do Caminhoneiro, ou seja, é uma data regional.

Na data de 25 de julho é comemorado o dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas.  A mais importante, a mais lembrada e a mais antiga, sendo celebrada desde o século XV.

A última comemoração é em 16 de setembro, definida em 2009 como Dia Nacional do Caminhoneiro. Apesar de 16 de setembro ser a data oficial, é em 25 de julho que mais se comemora.

Profissionais dedicados, os caminhoneiros passam longos períodos longe de suas famílias, garantindo seu sustento e fazendo com que o país siga funcionando. A profissão é muito especial e por isso merece ser comemorada e lembrada por todos nas três datas diferentes.

Dirigir pelas estradas brasileiras requer muito cuidado e atenção, principalmente para esses profissionais que passam até 26 horas ao volante, uma imprudência que pode causar acidentes e resultar em mortes. Para tentar reverter um pouco este quadro, foi promulgada em 2012, a Lei 12.619, mais conhecida como Lei do Descanso. Ainda existem discussões no Congresso acerca da Lei, mas ela estabeleceu limite máximo de 11 horas de trabalho por dia, com descanso de 30 minutos a cada quatro horas dirigidas por empregados, autônomos e agregados.

“A lei tem o intuito de diminuir o número de acidentes de trânsito nas rodovias do Brasil envolvendo motoristas de veículos de carga, além de garantir os direitos desses profissionais”, alerta Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor da Tecnodata Educacional.

Em 2011, a sobrecarga dos caminhoneiros resultou em mais de 66 mil acidentes em todo o País, envolvendo caminhões e caminhões-tratores, um crescimento de 32% em relação a 2007, conforme um levantamento feito pela Procuradoria Geral do Trabalho.

As estatísticas da Seguradora Líder, responsável pelo DPVAT, já trazem um dado positivo em relação a Lei do Descanso. Os números de mortes e de casos de invalidez permanente decorrentes de acidentes de trânsito envolvendo caminhões e pick-ups caíram 30% de 2012 para 2013. No ano passado, morreram nas estradas brasileiras 2.970 pessoas e ficaram em situação de invalidez permanente outras 3.905, devido a esses acidentes. Em 2012, haviam sido 4.233 e 5.582, respectivamente. O número de mortes no ano passado é o mais baixo da série histórica da Líder, que teve início em 2000.

Dicas para os profissionais

Por mais anos de estrada que o caminhoneiro tenha, é sempre bom ficar atento às dicas de segurança que podem tornar a viagem mais tranquila e sem imprevistos.

Veículo e condutor

– Verificar se os documentos do veículo e do motorista estão em ordem;

– Fazer uma inspeção preventiva no veículo, antes de iniciar a viagem;

– Não ingerir bebidas alcoólicas;

– Se a jornada é longa, não comer alimentos de difícil digestão, a fim de evitar sono;

– Usar sempre o cinto de segurança;

– Não carregar excesso de peso de carga;

– Não trafegar pelo acostamento que é reservado para emergências;

– Sob chuva e nevoeiro manter acesas as luzes externas do veículo;

– Observar a distância de segurança em relação aos demais veículos.

Viagem

 Procurar saber qual é o melhor caminho para chegar ao seu destino e que cuidados tomar dependendo do tipo de carga que está transportando.

– Planejar paradas para abastecer, comer e dormir também ajuda a tranquilizar a viagem;

– Saber se a cidade para onde vai acontecem muitos roubos de caminhões e cargas;

– Quando chegar à cidade, procurar saber qual o melhor caminho para se chegar ao local da descarga.

– É importante ter em mãos telefones do embarcador e do destinatário da carga e da família.

Checagem do Caminhão e Carga

 Verificar sistemas de freio, elétrico, de ar, pressão do óleo, dos pneus e abastecer.

– Verificar se os documentos pessoais do caminhão e da carga estão em ordem, para evitar problemas com a polícia rodoviária e a fiscalização das rodovias.

– Verificar arrumação da carga, altura, cordas, lona, lacre etc.

O Caminhão

– Evitar deixar o veículo aberto ou a chave no contato;

– Nunca deixar os documentos ou objeto de valor expostos dentro do veículo;

– Quando estacionar o caminhão, evitar os acostamentos, salvo em emergências;

– Procurar estacionar o caminhão em locais apropriados e bem iluminados;

– Ao receber sinal de estranhos, não parar e nem dar carona;

– Instalar sistema de alarme e segurança. Fazer seguro total (roubo, incêndio);

– Evitar comentários sobre carga e itinerário.

– Não reagir a assaltos.

Fonte: Sou caminhoneiro e Portal do Trânsito

Outras comemorações neste dia:

  • Dia Nacional do Bumba Meu Boi
  • Dia da Mídia Social
  • Dia Nacional do Fiscal Federal Agropecuário
  • Dia do Economiário
  • Dia dos Primeiros Mártires da Igreja de Roma
  • Dia Internacional do Asteroide
Redes Sociais
Nos siga no Google Notícias   Autor e Fonte: Jornal Eletrônico em Mato Grosso do Sul - Tereré News
Por Chico Oliveira/Tereré News   Empresa Jornalística    ouça este conteúdo   Edição Impresa.